Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Reza a história que certo dia, George Best estava numa suite dum hotel de luxo, na cama, com duas mulheres. Estando o jogador de futebol com sede ou por outra qualquer necessidade, resolve pedir mais champagne.
Por coincidência, o empregado que trouxe o muito apreciado néctar era uma antigo colega de escola do George.
Depois dos abraços e do automático “o que tens feito”, o homem do serviço de quartos, vendo várias garrafas espalhadas e as duas raparigas desnudas, com um suspiro, pergunta: “Onde é que as coisas começaram a correr mal, Paul?”

Não sei o resto da história mas quem me a contou queria-me alertar para as coisas terríveis que podem acontecer quando se segue o caminho mais fácil.
Ora bem, o irlandês estava num dos melhores hotéis do mundo, na companhia de duas lindíssimas mulheres, a beber um excelente bruto, logo a vida estava-lhe a correr mal. 
Presumi que o chato do individuo, que queria zelar pelo meu bem estar, estivesse convencido que o empregado estivesse a viver no Éden e que se me fosse dado a escolher, deveria optar por trazer copos a clientes de hotéis de luxo em vez de me divertir com umas raparigas regadas a Dom Perignon.
Enfim, escolhas. Sempre as malditas escolhas.

Anda um terrível equívoco a percorrer as nossas conversas. Sempre que a vida corre mal a alguém que pensa que a nossa breve estadia terrena é mais que uma sequência de sacrifícios, de infelicidade, de monotonia e se esforça por pôr um bocadinho de sal nesse cozinhado insonso,  lá vem a conversa estafada da opção desse cidadão pelo caminho mais fácil. 
É assim como que uma pequena vitoriazinha dos chatos sobre aqueles que querem um bocadinho mais da vida.

Nada agrada mais a um desses rapazes do que ver um tipo que viveu uma vida menos corriqueira a ter uns violentos azares.
Os dias consumidos a ver o Preço Certo tornam-se imediatamente em espectáculos de Las Vegas. As horas passadas em filas de trânsito para a Caparica transformam-se em daiquiris numa ilha do Caribe. As compras na Rua dos Fanqueiros em excursões ao Harrods. As idas ao Jardim Zoológico em Safaris Africanos. A cerveja choca do fim de tarde de domingo em cocktails de champagne num qualquer lupanar de Beirute.

Não são os que a sorte ou outra qualquer circunstância não deu a oportunidade para poder gozar de algumas das coisas boas da vida que se alegram com as desgraças dos outros. Nada disso. São aqueles que optam por ser os encostados às paredes nas festas. Os que não largam a triste mulherzinha que os incita a voltar rapidamente para o doce remanso familiar onde estarão a salvo das tentações.

A esmagadora maioria dos nossos concidadãos – onde me incluo – não têm a coragem, o viço ou a ousadia de tirar da vida o melhor que ela tem para nos dar. De arriscar viver o momento como se fosse o último. Mas, pelo menos, muitos de nós “torcemos” por estes, vivemos as suas aventuras, choramos os eventuais revezes e celebramos os seus feitos. Alguns talvez espúrios mas sempre um bom bocado à frente das nossas vidinhas.
Vivam os George Best deste mundo.
 


 

 também na Verdade



publicado por Pedro Marques Lopes às 06:18 | link do post | comentar

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds