Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Cavaco destruiu em dez minutos a imagem que levou vinte e cinco anos a criar.



publicado por Pedro Marques Lopes às 16:22 | link do post | comentar

O professor Cavaco disse ontem que tinha havido manipulação nesta campanha para as legislativas. Isto é o grau mais alto da gravidade das suas declarações.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 11:25 | link do post

Sócrates tem legitimidade democrática total para formar governo. Cavaco comprou uma guerra com ele. Eu julgo que José Sócrates agradece. Alegre tem tudo para ser o próximo presidente.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 11:12 | link do post

Andou meio mundo nos últimos tempos a desejar o fim do poder hegemónico do centrão político-partidário e muitos, até, a apelar a uma renovada República. Agora que tanto o PS como o PSD perderam representatividade eleitoral e depois do professor Cavaco ter decretado o fim do semi-presidencialismo e da sua própria figura política, onde está o problema? Há um lado positivo nisto: os portugueses estão perante um fim de ciclo na democracia portuguesa. Não era o que queriam?



publicado por Bernardo Pires de Lima às 11:06 | link do post

Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Pensar que votei, mais que uma vez, naquele senhor.



publicado por Pedro Marques Lopes às 23:15 | link do post | comentar

Cooperação, responsabilidade, bla bla bla



publicado por Pedro Marques Lopes às 17:32 | link do post | comentar

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 14:57 | link do post

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 14:55 | link do post

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 14:54 | link do post

 

 

Fica aqui o registo das quatro partes do debate entre mim e o João Galamba, Domingo à noite, na Renascença. A moderação é da Graça Franco.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 14:47 | link do post

O entusiasmo pode ser fatal. O deslumbramento, a falta de fibra, os presentes envenenados, os egos em disputa, são diversos os sintomas para desbaratar um trabalho feito com seriedade e rigor. Pede-se autenticidade e não máscaras. Trabalho e não preguiça. Organização e não desleixo. Focagem e não dispersão. Coragem e não receio. Vontade e não fretes. Soluções e não adiamentos. Conquistas e não temores face ao vizinho. Uma actuação adulta que ponha de lado as inúmeras infantilidades do passado. Não vejo outra forma de estar na vida.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 13:12 | link do post

 

Parece que, nesta altura de crise e em que a economia liberal tantos inimigos tem conquistado, os alemães não tiveram dúvidas em dar a vitória aos dois partidos que mais defendem os princípios da liberdade económica. Mais uma bela lição.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:40 | link do post

A dúvida não era saber se Angela Merkel ganhava, mas com quem governaria a partir daqui. A frontalidade com que assumiu uma coligação com os liberais (FDP) foi validada pelos eleitores. Por duas razões. Primeira, confiam na chanceler para continuar a liderar a governação numa altura em que o desemprego aumenta, embora a economia comece a dar sinais de retoma. Segunda, deram um sinal de confirmação ao centro-direita para libertar a economia da asfixia fiscal, sublinhando a necessidade de, em altura de recuperação, ser injectado um estímulo na sociedade alemã. Ora, se terá sido este o grande sinal político das eleições, um outro deve merecer atenção. esquerda radical cresceu para metade do resultado do SPD, o que o motivará a mudar a liderança e a guinar à esquerda, provavelmente através do crescente descontentamento sobre a presença no Afeganistão.
Estas eleições são, em boa verdade, as grandes eleições europeias. A Alemanha ainda é motor da economia europeia, fundamental na coesão transatlântica e imprescindível nas relações com a Rússia. Era não só importante um esclarecedor resultado como um caminho definido. Foi isto que ditaram os eleitores.

 

Ontem no i.

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:32 | link do post

Não se passa nada. Amanhã, Cavaco vai dizer que votou PS, e que está tudo bem.

 

Henrique Raposo



publicado por Pedro Marques Lopes às 01:51 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009

O CDS ganhou porque volta a ser um partido de efectivo poder  e o BE também venceu porque continua a não o ter.  



publicado por Pedro Marques Lopes às 13:58 | link do post | comentar

Domingo, 27 de Setembro de 2009

Isto de facto e extraordinario. Marco Antonio Costa, eterno delfim de Menezes, estava ha dias a defender Ferreira Leite como poucos, no programa Corredor do Poder. Hoje, face aos resultados, traz o contorcionismo a politica, apelando ao fim do cavaquismo no PSD, coisa que ha dois dias nao o ouvimos dizer. Na verdade (essa palavra que tantas bocas encheu), nada disto surpreende assim tanto.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:31 | link do post

Ferreira Leite fez quase tudo mal. Trouxe temas para a campanha que facilmente abandonou, fez listas excluindo e nao incluindo, teve em Cavaco um parceiro na inabilidade politica, e quis marcar a campanha em redor de fantasmas que, em boa verdade, tambem existiram quando o PSD esteve no poder. Era dificil desbaratar em tao pouco tempo o capital politico que Rangel restituiu ao partido. Ela e a grande derrotada da noite.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:22 | link do post

Devo confessar que nenhum destes resultados me causou grande surpresa. As grandes questoes que se colocam sao estas. Primeiro, governando em maioria relativa, quem viabilizara o orcamento, abstendo/se. Segundo, se Ferreira Leite ganhar as autarquicas, ate quando se aguenta no cargo. Terceiro, depois de Cavaco assumir a trapalhada que criou e que o desprestigiou, que relacao ira manter com um Socrates sem maioria.

 

ps. amanha edito isto. o teclado nao ajuda.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:15 | link do post

Estão hoje em disputa as verdadeiras eleições europeias. A Alemanha ainda é o motor económico do continente e cada vez mais um importante actor político no quadro euro-atlântico-russo.

Para os alemães, há hoje dois caminhos a escolher: ou o país é liderado por Merkel sem amarras, ou o país é liderado por Merkel com amarras. Se os liberais conseguirem adicionar à CDU o suficiente para a maioria absoluta, teremos um governo mais coerente e pró-economia. Se os liberais não garantirem essa maioria, podemos ver repetida a grande coligação, o que garante a recentragem do SPD, mas não liberta Merkel para o essencial: revitalizar a economia, libertando a iniciativa privada da asfixia (esta sim) fiscal.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 17:02 | link do post

Esta coisa do "voto é secreto" também indicia alguma "asfixia democrática"? Quer-me parecer que o PSD podia ter pegado ainda nisto.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 16:58 | link do post

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 15:38 | link do post

Por muito que me custe, o Daniel tem razão.

Álvaro Uribe tem feito um trabalho fantástico na Colômbia. Tem uma popularidade no seu país muito maior, por exemplo, que Chávez na Venezuela; ganhou a guerra a uma coligação de terroristas e traficantes; fez da Colômbia o país com maior mobilidade social da América Latina; melhorou todos os índices sociais; existe liberdade de imprensa.

Existem ainda problemas graves: os ataques constantes aos sindicalistas, os esquadrões de morte ligados ao exército, partes do país onde a lei não chega, ataques a jornalistas e todos os males endémicos desta parte do mundo.

A Colômbia deve muito a Uribe mas nada justifica o referendo para poder concorrer a um terceiro mandato.

De toda a forma, não o consigo, sequer, comparar a Hugo Chávez



publicado por Pedro Marques Lopes às 14:19 | link do post | comentar

Sábado, 26 de Setembro de 2009

 

Kasabian (2004)

Kasabian



publicado por Bernardo Pires de Lima às 14:00 | link do post

 

FORÇA PORTO



publicado por Pedro Marques Lopes às 12:23 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

Acho que foi num daqueles livros que compilaram os graffitis  de 74/75 que li:

“A realidade foi para o caralho”.

Foi o que senti nos últimos dias  ao ver certos programas de televisão e a ler alguns artigos.



publicado por Pedro Marques Lopes às 18:20 | link do post | comentar

Há uns tipos que são tão adeptos da família, tão adeptos da família, que às vezes até têm duas em simultâneo.

Nós aqui no União de Facto somos mais ou menos como eles: gostamos tanto do momento zen da campanha - o "dia de reflexão" - que até o antecipámos para hoje. Vamos ter dois dias inteiros para pensar em quem votar.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 16:39 | link do post

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009

Vai ser um frente a frente entre União de Facto e o Jugular. O Myke Tyson é o João Galamba.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 16:06 | link do post

Novidades aqui no União de Facto. Vamos estar durante o dia eleitoral a postar autênticas barbaridades no jornal i, por via do nosso twitter. Além disso, o Pedro vai estar na TSF (para onde se transferiu recentemente após cláusula de rescisão superior à do Lucho González) e eu na Renascença, numa luta entre bloggers com direito a vídeo e tudo. Em breve anunciarei quem fará de Myke Tyson, uma vez que eu não prescindo de ser o Lennox Lewis.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 15:57 | link do post

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:36 | link do post



publicado por Pedro Marques Lopes às 18:33 | link do post | comentar

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds