Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010

Eu até tinha umas coisitas para dizer sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo mas o malandro do Bernardo já disse tudo aqui em baixo.



publicado por Pedro Marques Lopes às 12:28 | link do post | comentar

Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

Em Espanha e noutros locais badalhocos deste mundo, a família está em perigo. O tradicionalismo da sagrada família espanhola está praticamente em extinção, como aliás podemos ver cada vez que atravessamos, a custo, esta maldita fronteira que nos mantém puros, firmes e hirtos. Governo e oposições confrontam-se por lá, diariamente, com este flagelo e centram o seu discurso neste incontornável tema. Nas casas espanholas, é ver os Natais destruídos e as crianças traumatizadas com medo de ir à escola. Dizem-me que é este o cenário após a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Portugal que se cuide, porque sabemos que de Espanha nem bons ventos, nem bons casamentos.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:35 | link do post

Que eu saiba, o casamento vive dias difíceis de atractividade ao comum dos mortais - a mim, por exemplo - apenas por culpa de quem desde sempre teve o seu exclusivo. Que tal dar oportunidade a outros? Pode ser que o salvem.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:29 | link do post

Sempre me interroguei porque é que o engenheiro Sócrates não queria o referendo, quando podia estar uns bons meses a prender a atenção das pessoas em volta do assunto. Interroguei-me umas poucas vezes sobre se à actual oposição à direita do PS não interessaria despachar este assunto e focar-se no combate às más políticas do actual governo. Eu sei, esta coisa de ser investigador põe um homem a interrogar-se a toda a hora.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:19 | link do post

Um gajo só percebe que a família já não é o que era quando vê mais vezes num dia a Isilda Pegado do que a sua própria mulher.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:16 | link do post

Parece que a esquerda adepta da democracia directa e da "aproximação entre eleitos e eleitores" não quer o referendo. Melhor, não quer este referendo. Parece, ainda, que a direita adepta da democracia representativa e da "institucionalização da vida democrática" quer o referendo. Ou melhor, este referendo. Até parece que é por saber que ele nunca avançará.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:07 | link do post

Dito isto, o PSD, ao mesmo tempo que se prepara para governar, não deve pactuar com o caminho proposto pelo PS e que terá como consequência a falência do estado. Não lhe cabe aprovar orçamentos despesistas; não lhe cabe aprovar subidas de salários da função pública; não deve permitir uma sombra que seja da ideia de um Bloco Central. Deve ser firme nas sugestões para a redução da despesa e consequente descida de impostos; firme na descentralização da política educativa e na flexibilização da lei laboral. Duro nas políticas, brando nos ataques pessoais. Mais que Sócrates, a palavra de ordem para 2010 é firmeza. O tempo é demasiado grave para compromissos de gabinete e de pouco ou nenhum efeito prático. O PSD tem uma oportunidade de ouro para se apresentar de mãos limpas, devidamente pronto para assumir o poder. O tempo dar-lhe-á razão. O eleitorado, o voto.

 

André Abrantes Amaral



publicado por Pedro Marques Lopes às 12:37 | link do post | comentar

O terrorismo islamita não começou com George W. Bush nem terminou com ele: à Al-Qaeda é indiferente a cor de pele dos inquilinos da Casa Branca. Simplesmente actua para lhe infligir derrotas acumuladas até declarar vitória sobre o que um presidente dos Estados Unidos simboliza. Por outras palavras, o terrorismo que há vinte anos derrotou uma das duas superpotências nas montanhas do Afeganistão só descansará quando derrotar a outra onde quer que o possa fazer: no Afeganistão, no Iraque, na Somália, no Paquistão, no Magrebe ou no Iémen. E quantos mais erros e quebras de legitimidade provocar em Washington e nos que estão a seu lado, melhor será a festa e maior o encanto da mensagem.

Por isso, importa não perder no Norte. Os esforços militares, políticos e económicos empregues no Iraque e no AfPak são, curiosamente, bons conselheiros nesta altura: invadir militarmente o Iémen (antiga e reacendida frente jihadista) seria decepar o seu governo central que, embora frágil, é aliado de Washington. Além disso, o país precisa mais de investimentos antidesemprego (40%) perante os dois terços que têm menos de 25 anos do que de bombas a estoirar ininterruptamente.

Ser um quase-estado falhado não significa que o venha a ser, a não ser que o passo se acelere. Talvez por isso o Pentágono apenas invista numa estratégia rápida de contraterrorismo e formação de forças especiais. Para a Al-Qaeda, seduzir o Ocidente para esta frente seria um troféu revitalizador. Desta vez, sejamos um pouco mais inteligentes.

 

Hoje no i



publicado por Bernardo Pires de Lima às 09:55 | link do post

Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010

Quase ninguém levantou uma questão central: as profundas alterações na distribuição do poder global facilitam ou complicam acordos multilaterais?

 

João Marques de Almeida



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:50 | link do post

O fim da História, anunciado há vinte anos por Francis Fukuyama, foi adiado.

 

Carlos Gaspar



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:48 | link do post

Um tipo chega mal disposto ao aeroporto de Lisboa. Deixa uma temperatura de 40 graus, amigos que deixam saudades, passa 11 horas metido num avião sem conseguir pregar olho e é recebido com chuva e frio.

Para ver se alguma coisa mudou compra os jornais e percebe que está tudo na mesma. Ainda mais deprimido fica. No entanto, meio ensonado, folheia os jornais e passa os olhos pela crónica do João César das Neves e, pelo menos, diverte-se.

Digam lá se isto não é uma maravilha: “Hoje se um homem abandonar a família para fugir com a mulher de outro é mera expressão de sensibilidade, manifestação legítima do direito ao amor.”

O país pode estar mal mas ao menos ainda há gente que nos põe a rir à gargalhada.



publicado por Pedro Marques Lopes às 12:20 | link do post | comentar

 

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 09:48 | link do post

Domingo, 3 de Janeiro de 2010

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 13:29 | link do post

Sábado, 2 de Janeiro de 2010

 

It's Blitz! (2009)

Yeah Yeah Yeahs



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:32 | link do post

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds