Quarta-feira, 17 de Março de 2010

Sete anos após a intervenção militar no Iraque, importa olhar para o que de mais importante marcou o debate político português, relevante para a tomada de decisão do governo. Recuámos no tempo para acompanhar de perto o que se discutiu na Assembleia da República e ajudou a moldar a posição portuguesa face aos desenvolvimentos que o dossier iraquiano ia impondo a Lisboa, aos seus principais aliados e às organizações de que fazia e faz parte.

 

Leia o resto do artigo aqui. (pdf)



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:12 | link do post

Hoje, na Edição Internacional, debatem-se a primeira volta das regionais em França, os dilemas das suas esquerdas e direitas, além do assassinato em França da autoria da ETA. Com a participação especial de Ana Navarro Pedro, correspondente da Visão em Paris. É às 23.30h.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 18:05 | link do post

 

Desculpem a intromissão, mas já que estão a puxar ao sentimento com a caderneta do México 86 - a caderneta - devo acrescentar que não só vi Manuel Negrete jogar no Zé de Alvalade, como ainda hoje tenho pesadelos com as páginas da selecção da Hungria. De realçar ainda a tendência risca ao meio na Bélgica, da permanente na Argentina, do bigode na Polónia e do inesquecível penso no sobrolho do André. Para terminar, a foto que marcou uma geração: Portugal na contra-capa com o patrocínio Triple Marfel.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 15:00 | link do post



publicado por Pedro Marques Lopes às 13:10 | link do post | comentar

Tive um fim de semana de muito trabalho - uma verdadeira canseira. Como sou um rapaz já entradote com tendência para a preguiça e dada a melhoria das condições atmosféricas resolvi ir exibir durante alguns dias os meus atributos de grande jogador de golf.

Não quero, porém,  desiludir alguns bloggers com alma de sopeira, ex-jornalistas convertidos em transportadores de pastas e outras relevantíssimas figuras: estarei de volta no fim de semana nos meios de comunicação habituais.  

Não mereço a importância que me dão, mas não queria deixar de agradecer. Bem hajam.

 



publicado por Pedro Marques Lopes às 02:26 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15 de Março de 2010

O facto é que poucas coisas exprimem melhor os valores da cidadania que pertencer a um partido. Pertencer a um partido é, e tem de ser, um exemplo de cidadania.

 

DN de ontem



publicado por Pedro Marques Lopes às 19:37 | link do post | comentar

Domingo, 14 de Março de 2010

Leio alguns comentários claramente de nariz entupido. Não só lhes falta o faro político mínimo, como o básico entendimento das diferenças entre um congresso, umas directas e um paper académico.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 16:21 | link do post

Quem fala em dessocratizar ainda não percebeu que a saída de Sócrates não acaba com o socialismo. Provavelmente, este até renasce com ela.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 16:18 | link do post

Fernando Costa ainda vai a tempo de se candidatar.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 16:14 | link do post

Marcelo só faz bons discursos.

 

Luís Pedro Nunes, no Eixo do Mal.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 16:12 | link do post

Uma campanha na base da claustrofobia democrática. Uma pós-campanha marcada pela asfixia democrática. Um congresso que termina com a mordaça democrática. Aguardo petição pública seguida de manif sobre o assunto. 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 15:38 | link do post

 

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 13:03 | link do post

Sábado, 13 de Março de 2010

Tenho as minhas dúvidas que este congresso morra de amores por Cavaco.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:33 | link do post

Ninguém se referiu a António Preto. É prova de mau pagador.

Ribau Esteves anima mais que Castanheira Barros e Aguiar-Branco juntos. E consegue dizer isto sem se rir: "um partido que tem ideias claras e cristalinas para transmitir aos outros".

Fernando Seara falou de enfiada, à tarde, para todos os canais de notícias sobre Marcelo e Rangel. Claro que não ligou um ao outro.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:24 | link do post

Anda aí agora uma tese que defende ser um bom político aquele que mais tenha estudado, mais tenha pensado, mais tenha publicado, mais ideias tenha a conceder ao país. Nem um político tem necessariamente que ser um bom pensador, nem um estratega resulta inevitavelmente num bom político. É entre estas duas facetas que reside a mais-valia só ao alcance dos melhores. A política não é para todos. A teórica e a prática.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:06 | link do post

Um político que não consiga o mínimo dos mínimos de empatia com as pessoas, não devia sair do seu gabinete. Alguém com tomates devia dizer-lhe isto. É para o seu bem.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:00 | link do post

Ouvir Marcelo Rebelo de Sousa criticar a mentira na política e Luís Marques Mendes a falta de ética.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:18 | link do post

As directas  são assim mesmo. Os que embirram com Alberto João esfregam as mãos quando recebem o seu apoio. Os que sempre bateram em Menezes dão saltos com o seu voto. Milhares de votos na Madeira e a Norte ficam assim garantidos. Podem-se tirar as directas da política, mas não se pode tirar a política das directas.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:12 | link do post

Alberto João falou de coisas importantes no seu discurso. Foi mesmo à NATO e à UE. Um pouco tarde para alguém o levar a sério.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 22:05 | link do post

As oposições apresentaram três moções de censura ao governo em 2008 e uma em 2009. Deviam ter, certamente, razões de sobra para o fazer, uma vez que esbarraram todas na maioria parlamentar socialista. Em resposta, e já sem essa maioria, o PS apresenta o PEC sob a forma de projecto de resolução, ou seja, uma moção de confiança com outro nome, o que obriga as mesmas oposições a assumir o grau de cumplicidade com um modelo económico do governo a quatro anos. E isto pouco depois das votações do orçamento. Vai ser interessante assistir ao sentido de voto dos partidos.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 21:44 | link do post

Castanheira Barros é um clássico dos conclaves social-democratas. É mais conhecido no país que 95% da bancada parlamentar do PSD. Anda nisto há tantos anos que facilmente arranja as assinaturas necessárias, vais às televisões, participa nos debates e contacta com as "bases". Não é, no entanto, capaz de escrever num papel um discurso com cabeça tronco e membros antes de subir ao palco. Talvez no próximo se lembre disso.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 20:04 | link do post

Paulo Rangel tem algum carisma, embora o seu discurso tenha ficado longe do que eu estava à espera. Aguiar-Branco fez do seu discurso um bom tónico perante o seu cinzentismo. Gostei, por exemplo, de o ouvir falar sobre a geração erasmus e de toda aquela diáspora qualificada e competitiva que anda lá por fora. Pena que a bancada que lidera nunca se lembre dela quando legisla sobre "comunidades".



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:58 | link do post

Das duas, uma: ou Passos Coelho foi desastrado e, sabendo que a Madeira não lhe iria dar os votos, tentou uma reconciliação que não correu bem; ou, tão hábil, tão hábil, tão hábil, que obrigou Alberto João a definir o seu apoio, sentando-se de imediato ao lado de Paulo Rangel.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:54 | link do post

Passos Coelho foi hábil. Falou 15 minutos do seu passado para se distinguir de Rangel e de Sócrates. Nos restantes 15 demarcou-se por completo do seu directo adversário interno: demissão do procurador-geral, oposição ao orçamento de estado e ao pec.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:45 | link do post

Este congresso extraordinário devia fazer repensar todos os partidos que têm directas antes de congressos meramente proclamatórios. É em congresso que os bons e o maus políticos se revelam, que as suas capacidades são visíveis em todas as casas nacionais e em que os respectivos jogos de cintura se põem à prova perante contrariedades.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:27 | link do post

Nunca percebi esta ideia que diz que o PSD está a eleger o próximo Primeiro-ministro. Já há sondagens ou é a estratégia do ovo no cu da galinha?



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:22 | link do post

 

Damaged (2006)

Lambchop

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:17 | link do post

Sexta-feira, 12 de Março de 2010

Hoje, em debate com o Pedro Lomba no Descubra as Diferenças, os temas vão do congresso do PSD ao PEC, passam pelo Iraque e acabam na curta margem que separa os tories do labour. É às 18h.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 15:07 | link do post

 

"Mais tarde, numa viagem pela Sicília e pelo Sul de Espanha, entrevistei árabes que me diziam: "Temos de conquistar o Sul da Europa porque faz parte do mundo muçulmano." E era gente simpática, moderada, não eram terroristas. Isto mostrou-me uma coisa que viria a confirmar nas minhas viagens pelo mundo árabe e muçulmano: a conquista da Europa é uma ideia totalmente banalizada". Alexandre del Valle



publicado por Bernardo Pires de Lima às 14:49 | link do post

Quinta-feira, 11 de Março de 2010

O PPD/PSD precisa de... no meu tempo de presidente do PPD/PSD... quando eu estive com Sá Carneiro no PPD/PSD... no meu governo do PPD/PSD... não vale a pena o PPD/PSD... os militantes do PPD/PSD precisam... Marcelo tem todas as condições para no PPD/PSD... o país precisa de um PPD/PSD... desde que comecei com Sá Carneiro no PPD/PSD... não estou disponível para liderar o PPD/PSD... Sou um homem livre.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:38 | link do post

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds