Domingo, 30 de Setembro de 2012

O que está em causa não é mais ou menos austeridade, um menor ou maior empobrecimento, mais ou menos défice, já estamos para lá disso. O que está em causa é se queremos continuar a viver em democracia ou não. As manifestações, os insultos aos políticos são só o primeiro sinal. A conjugação, mais ou menos indissociável, entre a quebra de confiança em toda a classe política e a brutal queda nas condições de vida das populações é absolutamente letal para a democracia, e, claro está, para o País.


DN de hoje



publicado por Pedro Marques Lopes às 16:59 | link do post | comentar

Agora que se especula sobre quem será o próximo PGR, proponho que seja a Dra. Paula Teixeira da Cruz. Tem muito mais perfil para acusadora pública do que para Ministra da Justiça. E pode até cumular com o cargo de presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público.



publicado por Francisco Proença de Carvalho às 12:43 | link do post | comentar

Sábado, 29 de Setembro de 2012

Vale a pena tocar nas evidências: enquanto houver homens, haverá guerras. E enquanto a história ferver nas veias dos mais sensí- veis povos deste planeta, haverá disputas por terra, água, petróleo, gás, terras raras, manipulação de ideias, religiões e revoluções.

 

Hoje no Diário de Notícias



publicado por Bernardo Pires de Lima às 11:33 | link do post

Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012


publicado por Francisco Proença de Carvalho às 12:49 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27 de Setembro de 2012

 

O próprio Obama, visto na generalidade como um moderado em matéria religiosa e alguém que não fez deste discurso uma alavanca política, tem promovido variadas iniciativas que invertem essa perceção. No início de fevereiro, discursou para três mil pessoas no Washington Hilton, afirmando que o seu programa fiscal sobre os mais ricos era inspirado na Bíblia e na sua fé cristã. Foi até mais longe: afirmou que as suas opções políticas espelhavam a crença islâmica quando incita os afortunados a ajudarem quem mais sofre, ou a doutrina judaica sobre moderação e consideração pelos outros. A homilia tinha o singelo nome de National Prayer Breakfast. (NM)


publicado por Bernardo Pires de Lima às 21:35 | link do post

O nacionalismo tem tudo para ser um instrumento poderoso de anulação de exigências democráticas, processo com que internamente Pequim já lida. Isto significa que a afirmação do colégio mais poderoso da política chinesa depende da forma como manobrar o timing das reformas que sectores sociais, laborais, ambientais e regionais vão fazendo. Por outras palavras, Pequim usa a geografia conflitual com a vizinhança, não para se expandir territorialmente, mas para garantir que quem continua a ditar a cadência das políticas, o calendário das reformas e a abertura social não é a rua mas o Partido. Isto serve tanto para o ritual de rivalidade com o Japão - agora nas ilhas Senkaku/Diaoyutai) -, como com o Vietname, Filipinas, Taiwan ou Coreia do Sul.

 

Hoje no Diário de Notícias



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:27 | link do post



publicado por Bernardo Pires de Lima às 03:46 | link do post | comentar

Quarta-feira, 26 de Setembro de 2012

Em semana de Assembleia Geral da ONU, o Presidente do Egito, Mohamed Morsi, tentou um encontro na Casa Branca. Não conseguiu. Obama disse há dias que não considerava o Egito nem aliado nem inimigo, revelação apurada do quadro pós-Tahrir. Washington está na expetativa para ver os alinhamentos e a correlação de forças. Tem influência sobre alguns, mas a Administração tem optado mais pela postura "esperar para ver" do que "agir para controlar".

 

Ontem no Diário de Notícias



publicado por Bernardo Pires de Lima às 20:46 | link do post

O socialista Carlos Zorrinho diz que os cortes nas fundações ficaram aquém. O socialista Vitor Ramalho diz que nem Salazar cortou tanto.



publicado por Francisco Teixeira às 10:45 | link do post | comentar

Domingo, 23 de Setembro de 2012

O responsável por o Governo ter chegado ao estado a que chegou é o primeiro-ministro. Passos Coelho matou o Governo, não será ele a ressuscitá-lo. E nada mudará enquanto ele for o primeiro-ministro.


DN de hoje



publicado por Pedro Marques Lopes às 18:48 | link do post | comentar

Sábado, 22 de Setembro de 2012

Muitos países europeus como a Espanha, o Reino Unido ou a Bélgica são composições históricas de identidades regionais. Ninguém põe isso em causa. A questão é saber se a morte do Estado resulta numa nova vida para as regiões. Tenho dúvidas. Primeiro, porque significaria guerra. Segundo, porque atuaria sem almofada europeia. Ora, o momento pede exatamente o oposto: paz, negociação e soluções comunitárias.

 

Hoje no Diário de Notícias



publicado por Bernardo Pires de Lima às 11:51 | link do post

Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012

Há duas semanas que é assim. Abre-se uma gaveta das meias e lá está o senhor a dizer "isto e aquilo". Abre-se a porta da casa de banho e "isto e aquilo". Entra-se no carro, liga-se o rádio e "isto e aquilo". Abre-se um jornal: "isto e aquilo". Abre-se o armário e "isto e aquilo". Entra-se no elevador e "isto e aquilo". Felicito-o: só pode estar de plena saúde.  



publicado por Francisco Teixeira às 11:31 | link do post | comentar | ver comentários (7)

Não vale a pena ter ilusões. Democracia e austeridade excessiva não são compatíveis.

 

Podem ler o meu artigo completo hoje no Diário Económico.



publicado por Francisco Proença de Carvalho às 10:44 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012

Há uns meses um embaixador de um certo país do Médio Oriente em Lisboa dizia-me desalentado: "quando estão na oposição, a vossa classe política está sempre disponível para receber, conversar, ser vista com, almoçar, até a aceitar viagens generosas. Quando se apanham do outro lado nunca mais ninguém os vê. Tornam-se inacessíveis, arrogantes, altivos, sem dez minutos sequer para uma visita de cortesia. A distância passa a dominar o exercício do poder". Não consegui negar o retrato.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 18:55 | link do post

Uma curta análise sobre a Guiné-Bissau, na Deutsche Welle Africa. Aqui, na boa companhia do Paulo Gorjão.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 18:38 | link do post | comentar

E, no último ano, um novo modelo de atuação contra a NATO emergiu: membros do exército afegão mataram 51 membros da coligação. São chamados ataques green on blue. Obama e a coligação têm um grande problema pela frente. O primeiro é o tipo de formação dada, muito mais assente em números (cem mil em 2007, 350 mil em 2012) do que na qualidade do recrutamento. Como dizia um dos generais responsáveis pela formação do exército, Sher Mohammad Karimi, "não conhecemos os nossos soldados. Eles não sabem porque combatemos." O segundo é a negligente abordagem no que toca à formação da polícia.

 

Hoje no Diário de Notícias



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:00 | link do post

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2012

Abri o blog e vi que o Bernardo, que anda na América a lutar pela vida, tinha posto em destaque um livro do Ferreira Fernandes.

O Bernardo, apesar dumas pouco perdoáveis falhas (Sportén e tal), é rapaz de bom gosto. O amor que tem pela escrita do Ferreira Fernandes é um bom exemplo disso.

Não sei o que levou o meu camarada de blog a lembrar-se do FF, mas eu ando com a crónica que ele escreveu hoje no DN na cabeça. Puta da crónica é perfeita.  Nem uma palavra a mais nem a menos. É aquilo, mais nada a dizer.  

Já aqui escrevi que há quem escreva e depois há o FF. Temos a sorte de viver num tempo em que o sacana do gajo escreve para nós todo o santo dia. Uma sorte que os contemporâneos do Ruben Braga e do Drummond de Andrade tiveram. Agora é a nossa vez.



publicado por Pedro Marques Lopes às 22:17 | link do post | comentar



publicado por Bernardo Pires de Lima às 19:20 | link do post

Daniel Oliveira é alternativa à via única.



publicado por Francisco Teixeira às 11:14 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Nunca acreditar num político que diz "as pessoas na rua vêm ter comigo e dizem e queixam-se, etc e tal". Este político raras vezes saiu do seu gabinete.

Nunca acreditar num político que diz "vou tratar disso ainda hoje". Este político não só não tem poder algum, como cinco minutos depois já se esqueceu do que ia tratar.

Nunca acreditar num político que diz repetidas vezes "conheço este país como a palma das minhas mãos". É muito provável que para além da cidade por onde foi eleito, conheça São Bento e a Estrela.

Nunca acreditar num político que depois de ter chegado ao topo e ter caído em desgraça, continua por aí a escrever em blogs manhosos. Pior que isso é escrever mal português.

Nunca acreditar num político que gosta de estar "acima da luta política". É normalmente a esta que deve toda a sua carreira.

Nunca acreditar em políticos independentes. Estão mortinhos por fazer da dependência uma virtude.

Nunca acreditar naqueles políticos, ex-políticos, políticos em trânsito e políticos em stand by, a quem se costuma chamar de "senadores". Continuam muito mais no activo do que muitos dos "comuns".

Nunca acreditar em paixões políticas súbitas, como "a educação". É, por norma, a primeira a ser traída.

Nunca acreditar em políticos "amigos dos contribuintes" e que vão cortar a direito nas "gorduras do Estado". A amizade para eles é um conceito descartável e gordura é coisa que apreciam chegando ao poder.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 01:50 | link do post

Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

E sobre a crise? Que pensam, por exemplo, os portugueses? A resposta deve ser aumentar a despesa para estimular a economia? 70% não querem essa receita, o valor mais alto entre todos e uma surpresa, tendo em conta as manifestações e raiva antigoverno. Há 69% que consideram a pertença à UE boa para a economia, mas 55% acham o euro nefasto, embora 60% não queiram abrir mão dele. 54% aprovam a condução da UE nesta crise, mas 61% desaprovam a receita de Merkel. Parece um caso de autêntica esquizofrenia política. Mas é assim que vai o país.

 

Hoje no Diário de Notícias



publicado por Bernardo Pires de Lima às 11:40 | link do post

Segunda-feira, 17 de Setembro de 2012

Quem é o maior, quem é?



publicado por Pedro Marques Lopes às 23:59 | link do post | comentar

Como é evidente, a razão da crise governativa tem que ver com a profunda incompetência deste Governo, com a sua incapacidade de cumprir as metas a que se propôs, com o amadorismo dos seus responsáveis, com o desastre colossal do défice, com a coordenação política deixada a um especialista em telefonemas a jornalistas e truques de política de secção de partido, com iniciativas impensadas ou apenas patetas. Mas como se isso não bastasse assistimos de boca aberta a um primeiro-ministro a dar uma entrevista para pregar uma partida a um ministro, mandar umas boquitas a Belmiro de Azevedo e a Mário Soares, um ministro de Estado  a demorar 10 dias para dizer que não concorda com medidas do governo de que faz parte e a propor outras em público, partidos de coligação a destratarem-se publicamente, um Presidente da República a chamar indirectamente incapaz a um primeiro-ministro. Tudo isto está muito para lá do aceitável, é uma vergonha, é, até, ofensivo.  



publicado por Pedro Marques Lopes às 17:22 | link do post | comentar

Domingo, 16 de Setembro de 2012

Este Governo, para os cidadãos, caiu. Pode até manter-se em funções, mas já ninguém o respeitará.


DN de hoje



publicado por Pedro Marques Lopes às 10:51 | link do post | comentar

Sábado, 15 de Setembro de 2012
Estarei em silêncio até conhecer o OE 2013.


publicado por Francisco Teixeira às 20:47 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Os portugueses sabem manifestar-se. Ainda bem. Ganhamos todos com o civismo.


publicado por Francisco Teixeira às 20:26 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Mas eis que o ataque na Líbia e os protestos no Cairo alteraram a agulha do debate. Romney foi mais rápido que o Lucky Luke: defendeu a liberdade de expressão como valor da América (a propósito do filme incendiário) e arrasou a estratégia de Obama. Sem intelligence que lhe permitisse emitir posição equilibrada e sólida - só para a semana começa a ser disponibilizada ao ticket republicano - fez do tema atrito de campanha. Ninguém gostou.

 

Hoje no Diário de Notícias



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:24 | link do post

Sexta-feira, 14 de Setembro de 2012
Seguro só pode ter razão: Paulo Campos, Mário Lino e António Mendonça nunca lhe deram ouvidos. Mas ele falou baixinho na última fila da bancada. Só pode ter sido isso. Só pode.


publicado por Francisco Teixeira às 23:15 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012
O PS negociou em nome do Estado PPP. Assinou contratos de milhares de milhões de euros com empresas e bancos. Agora, na oposição, quer taxar os negócios que fez.


publicado por Francisco Teixeira às 21:35 | link do post | comentar | ver comentários (7)

Graças aos deuses e para bem da democracia temos o PSD e o CDS a fazer oposição.



publicado por Pedro Marques Lopes às 15:26 | link do post | comentar

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds