Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

 

Após 411 discursos, Obama anunciou o estado e o rumo da América. Nuns longuíssimos 70 minutos, atacou de frente as prioridades: criação de emprego (aproximam-se eleições para o Congresso), aumento das exportações (está em causa a posição internacional dos EUA), entrega da factura social aos grandes bancos (tentativa de moralizar o sistema) e, last but not least, a reforma da saúde.
 
E é por aqui que este ano de Obama pode ser avaliado, tendo em conta o poder dos democratas no Congresso: a administração não moderou o ímpeto reformista, assustou parte dos americanos e acomodou-se à fortaleza das maiorias. O resultado está à vista: demasiada tensão nas ruas, um debate extremado sobre uma matéria cujo interesse é (ou devia ser) colectivo e uma passada larga dos republicanos no equilíbrio do actual quadro político.
 
Considerei desde a primeira hora que a maioria democrata no Congresso iria acabar por ser um problema, quer pela sua heterogeneidade, quer pelo papel secundário que caberia aos republicanos. Ora uma administração como esta, que vive em estado de guerra (duas frentes em simultâneo) e enfrenta uma crise incomparável (o maior défice de sempre), iria precisar de consensos para as suas difíceis decisões. Basta ver como Bill Clinton garantiu a sua reeleição (1996) após dois anos de maioria republicana no Congresso. Obama precisa de se recentrar politicamente para numa segunda fase (ou mandato) garantir a margem necessária a um cunho pessoal na história americana.
 
Hoje no i


publicado por Bernardo Pires de Lima às 09:39 | link do post

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds