Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012

Meia Europa foi atrás de uma boa ideia (promover o crescimento), proposta da forma errada (contra o eixo que manda), pela pessoa errada (David Cameron). Não percebo a vantagem competitiva de Portugal a subscrever?



publicado por Francisco Teixeira às 17:43 | link do post | comentar

10 comentários:
De JFM a 22 de Fevereiro de 2012 às 18:40
Tal como todos percebemos que como o PM não subscreveu, acharia isso bem. Caso o PM tivesse subscrito, acharia bem na mesma, com a mesma convicção.
O que se calhar seria um exercício mais interessante, em vez de criticar a crítica, seria tentar perceber quais as razões que levaram a que nem sequer fosse perguntado/pedido ao PM que subscrevesse.


De Francisco Teixeira a 22 de Fevereiro de 2012 às 20:00
Tanta lenga-lenga para não me responder: qual seria a vantagem competitiva? Eu não disse que ela não existe, disse que não a encontro.


De André Salgado a 22 de Fevereiro de 2012 às 21:46
Monti assinou. Rajoy assinou. A Irlanda assinou. Quem quiser perceber, percebe. Quem quiser continuar às escuras, não encontra.


De Francisco Teixeira a 22 de Fevereiro de 2012 às 21:59
André eu vi quem assinou - " meia Europa". Qual seria a vantagem competitiva de Portugal assinar? Não digo que não haja, mas qual é?


De André Salgado a 23 de Fevereiro de 2012 às 01:06
Nenhuma, Francisco. Para um governo que não tem qualquer agenda para o crescimento e emprego - que vão desabrochar por milagre do criador, depois da política de terra queimada do "custe o que custar" -, que não tem qualquer pensamento sobre estratégia europeia comum, sobre o papel do BCE ou das instituições europeias, quando até o governo espanhol, da mesma família política, já percebeu que não pode seguir um caminho de "suicídio" económico e social, é absolutamente coerente. Vantagem? Nenhuma. Absolutamente nenhuma.
Ninguém nos disse que podíamos pensar o país e o espaço comum em que nos integramos. Ninguém nos disse que podíamos pensar.


De Francisco Teixeira a 23 de Fevereiro de 2012 às 08:40
Ok. Registo a enorme critica à estratégia interna do governo. Mas o que ganharia Portugal subscrevendo aquela carta? Aquilo é uma estratégia comum?


De JFM a 22 de Fevereiro de 2012 às 22:11
Portanto o que interessava era a \"vantagem competitiva\" que é enorme, como se imagina, ficando fora a fazer fretes a quem não precisa/não quer. A grande vantagem competitiva está no facto do nosso PM aparecer como de tal modo subserviente que nem lhe perguntam se quer assinar. O isolamento é que é a grande vantagem competitiva.


De Francisco Teixeira a 22 de Fevereiro de 2012 às 22:19
Não perguntaram? Devíamos assinar, é o que diz. Ok. Mas o que ganhamos assinando, que perdemos não assinado? Ainda não percebi. Quanto à militância não sei do que fala. Mas já vi que é como aquela prima do Solnado: gosta de dizer coisas....


De JFM a 22 de Fevereiro de 2012 às 22:14
E nem tenho nada contra militancias, mas a verdade é que a que aqui vejo em todo e qualquer post é impressionante!


De JFM a 22 de Fevereiro de 2012 às 22:40
A prima do Solnado não conheço,nunca me foi apresentada. As assessorais de imprensa difusas são bestiais, mas não são militancias,isso nem pensar!

O que se calhar chateia é o facto de nem sequer haver convite por nosso PM ser visto como acolito. Mas imagino que isso também não tenha importância nenhuma; o que conta é mesmo que o nosso nunca se engana.


Comentar post

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds