Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

Nunca escrevi num blog e não tenho o hábito de ler blogs. Talvez não devesse abrir uma excepção e escrever no blog do Bernardo e do Pedro. Mas fi-lo. E agora cumpre-me sucintamente explicar o que venho cá fazer esta semana.
Antes de mais, a resistência aos blogs. Poderia enumerar umas quantas razões, mas prefiro a razão epidérmica: embirro. Sobretudo desde que há cinco ou seis anos alguém inventou que eu tinha um blog e se dedicou a ridicularizar-me o mais que podia. Calha que isso coincidiu com um momento pessoal especialmente doloroso e, sobretudo, com um momento profissional importante: eu estava a começar um programa diário na televisão e era importante botar abaixo.
Quando hoje olho para trás e para a minha reacção, penso que fiz bem em seguir o instinto e JAMAIS  ler uma linha que fosse do que aí supostamente escrevia. Como é que se consegue? É fácil dizer que tinha mais que fazer. Mas a razão prende-se com o meu estoicismo. Eu não permito que pessoas que não conheço de lado nenhum e cuja opinião sinceramente não me interessa perturbem os meus dias.
Algumas pessoas que leram o blog, garantiram-me que a pessoa que escrevia aquilo me era próxima - era evidente o seu conhecimento das minhas rotinas e preferências; e por isso era mais convincente o seu registo. Chegados aqui, a questão põe-se assim: vou assumir uma atitude de suspeição generalizada e fechar-me em casa a sete chaves e testar a amizade deste e daquele? Ou, mais uma vez, não vou consentir que me perturbem e não procurar, sequer, o autor da infâmia? É claro que optei pela última.
Não tenho especial curiosidade em saber quem foi o autor ou autores. Se hoje me oferecessem um envelope com a resposta, talvez o deitasse fora antes de abrir. Simplesmente, não me interessa. O que ficcionam acerca de mim e da minha vida não me diz respeito; diz das pessoas que o fazem, que se projectam nisso que fazem. Mas eu não tenho nada que ver com isso. A não ser que esteja num patamar de ofensa tal que é impossível ignorar.

 

Anabela Mota Ribeiro



publicado por Bernardo Pires de Lima às 10:25 | link do post

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds