Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2013
Foi assim com Sócrates, com Cavaco ou com Miguel Relvas. Estar à rasca não justifica ser rasca.


publicado por Francisco Teixeira às 21:16 | link do post | comentar

10 comentários:
De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2013 às 22:54
Caro,

Só para si cito esse "estadista" Armando Vara: "Pimenta no rabinho dos outros é refresco".
Ou se quiser, em formato mais modernaço, payback's a bitch...
Quando era com o filósofo era lindo, era a democracia a manifestar-se, agora é má educação e falta de respeito. A hipocrisia é uma coisa feia...


De Francisco Teixeira a 19 de Fevereiro de 2013 às 23:58
adoro desconhecidos, entram logo a voar baixinho...errado: com Sócrates sempre achei o mesmo - aliás, quem dizia e bem que o insulto é a arma dos fracos?


De atom a 20 de Fevereiro de 2013 às 12:27
Eu sou a favor da permanência do Sr. Miguel Relvas no governo.
O Sr. Relvas tem a enorme valia de ser um concentrado de características deste governo. De facto, o Sr. Relvas é a melhor descrição do governo. Este é um governo Relvas. Se Relvas não estivesse no governo, teríamos de descrever o governo através das características da acção de cada um dos ministros. Dizendo que este é um governo Relvas poupamos muito na prosa descritiva.
Certamente alguém dirá que há ministros que erram mais, que são mais influentes, que são mais licenciados, que dizem frases mais irrealistas, que tomam medidas mais insensatas, que vêem mais miragens douradas que o Sr. Relvas. Mas isso é características que não se concentra numa só pessoa. A acumulação de todas estas virtudes numa só pessoa é que torna o Sr. Relvas insubstituível.


De André Salgado a 20 de Fevereiro de 2013 às 12:57
Pois é.
E também há a memória e o velho ditado "quem má cama faz, nela se deita".
Todos nos recordamos bem do doutor Relvas a invectivar o anterior primeiro-ministro a ter vergonha em sair à rua e os seus filhos a sentirem vergonha do pai que tinham.
A caixa de pandora que a miséria democrática do doutor Relvas ajudou a abrir está agora a atingi-lo de volta em cheio na cara.
Resta-nos a nós defender, hoje e sempre, o espaço democrático da cidade e registar esta lição para memória futura.


De Francisco Teixeira a 20 de Fevereiro de 2013 às 15:29
Não me recordo da primeira parte subscrevo a segunda.


De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2013 às 17:33
Para avivar a memória: http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1839999&page=-1


De Francisco Teixeira a 20 de Fevereiro de 2013 às 21:58
qual é o ponto? não entendo.


De André Salgado a 20 de Fevereiro de 2013 às 23:13
O ponto, Francisco, é que ao degradar-se o espaço de debate político, como fez miseravelmente o doutor Relvas (a propósito de Sócrates e não só, era também interessante relembrar o que disse a propósito de um cerco de insultos a Santos Silva, numa reunião do PS), incentivando a que tudo valesse no desrespeito pelos adversários políticos, no ódio e na pilhéria pelo espaço plural e democrático, não espanta termos chegado ao ponto a que chegámos.

O ponto é esse, Francisco.


De Francisco Teixeira a 20 de Fevereiro de 2013 às 23:17
André seja em que circunstâncias for, os pilares não mexem. Sejam as eleições em Felgueiras ou o Governo da Repúbica.


De Tolo calado, discreto parece a 20 de Fevereiro de 2013 às 19:21

Três estilos de resposta a uma contestação sob a forma de canção:

Cínico: Pedro Passos Coelho no Parlamento.

Despropositado: Miguel Relvas em Gaia.

Vertical: Paulo Macedo numa conferência.

Diz muito de cada um.


Comentar post

Bernardo Pires de Lima

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Livros
- Blair, a Moral e o Poder

Jornais / Revistas
- DN
- The Majalla Magazine

Academia
- IPRI
Pedro Marques Lopes

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Rádio
TSF
- Bloco Central

Jornais
- A Verdade
- DN
Lei da bola

Televisão
- Eixo do Mal
- Produções Fictícias
Francisco Proença de Carvalho

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Televisão
Económico TV
- Conselho Consultivo - 3ªs, 9.30h,

Rádio
Rádio Europa
- Descubra as Diferenças

Outros Blogs
- 31 da Armada
Francisco Teixeira

ver perfil
ver CV
ver posts

O que ando a fazer

Jornal
- Diário Económico

Academia
- ISCSP
posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds