Terça-feira, 21 de Abril de 2009

 

 

Quando Bill Clinton chegou à Casa Branca, não imaginou o que Bush pai lhe deixara: invadir a Somália e eliminar os radicais islâmicos. Após a tomada de posse, Mogadishu iria tornar-se num dos maiores traumas de guerra norte-americanos e a Somália um local maldito para qualquer Administração. Mas vai ter que o deixar de ser, e não apenas para Washington.
A pirataria na costa da Somália e no Golfo de Áden é a última maravilha dos radicais islâmicos. Não há jovem somali que não exerça a profissão, atraídos pelos resgates de milhões, a que se juntam o armamento e tecnologia roubados. Estamos a falar da maior actividade económica de um país sem lei nem roque, em crise humanitária constante e alienação total dos mais novos. A trilogia pirataria-terrorismo-estados falhados explica-se numa frase: caos em terra, criminalidade no mar.
E porque o problema terrestre perdurou, o teatro marítimo passou a ser a prioridade de muitos países com interesses em pacificar a região que liga o comércio marítimo entre o Mediterrâneo e o Índico. Mas três questões estão no centro deste debate. Primeiro, o desperdício de meios marítimos de grande porte no combate a pequenas embarcações. Segundo, se a pirataria encontrar adeptos em Omã e no Paquistão será inevitável o envolvimento de Teerão e Nova Deli. Washington não enjeitará o contributo. Terceiro, é verdade que ninguém quer meter a mão no vespeiro e que o território é tão ou mais inóspito que o Afeganistão. Mas não vale a pena esconder o óbvio: sem resolver o caos em terra, não se termina com o crime no mar. 
 
 


publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:35 | link do post

posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds