Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Não é que fosse necessário, mas depois da entrevista de segunda-feira ficamos a saber, mais uma vez, o que a dra. Ferreira Leite não quer para o País.

Já sabíamos, por exemplo, que a presidente do PSD não quer o TGV. O que, porventura, não sabíamos é que as razões não estão apenas relacionadas com os actuais constrangimentos financeiros; existem também razões estratégicas. É que a existir uma linha de alta velocidade de Lisboa a Madrid os riscos dos centros de decisão nacional passarem para Espanha aumentariam muito.

Claro está que a dra. Ferreira Leite mudou de opinião - o que só lhe fica bem -, pois quando aprovou a construção desta linha, durante a sua permanência no último Governo de que fez parte, não se lembrou deste terrível risco.

Este tipo de raciocínio, aliás, tem feito escola em Portugal.

Já aquando das invasões francesas o responsável pela edilidade de Elvas tinha chamado à atenção para os riscos da modernidade.

Estando o exército francês a menos de 100 quilómetros da fronteira, o bom do alentejano insurgiu-se contra os irresponsáveis que tinham construído a estrada de ligação a Espanha, argumentando que a não existir esta via de comunicação mais difícil seria ao exército de Napoleão invadir Portugal. Nada mais evidente.

Tive pena que Mário Crespo não tivesse perguntado à líder dos sociais-democratas se também defenderia o fecho das ligações aéreas a Espanha ou talvez a construção dum muro que nos protegesse contra a fuga dos centros de decisão.

Depois, para não variar, tivemos a confusão do costume.

Não foram precisos cinco minutos, após o fim da entrevista, para a dra. Ferreira Leite dizer que não tinha dito o que tinha dito sobre a possibilidade de um bloco central. Já tinha sido o mesmo com o casamento e a procriação, os imigrantes e o desemprego e os seis meses de suspensão da democracia.

Ou isto é um truque comunicacional, até agora desconhecido, e que permite ampliar um determinado facto político, ou estamos perante um caso de dislexia. A não ser que, claro está, os terríveis conspiradores estejam mais uma vez a truncar as suas límpidas declarações.

Já quanto ao que a sra. dra. quer para o País ficamos na mesma. Parece que vai haver um programa - já mil vezes anunciado - para próximo das eleições legislativas. Por enquanto, vai repetindo as medidas propostas por outros aquando da campanha interna para a liderança do PSD entre apelos à contenção e desejos surpreendentes e, nunca confessados, de quintas e Ferraris.

Curiosamente, as únicas medidas que agora defende - redução dos impostos e da taxa social única - são as mesmas que tinha apelidado de irresponsáveis, mas parece que a credibilidade e a coerência na boca de Ferreira Leite têm um significado próprio.

Mas nem tudo parece ser mau. Na falta de ideias para apresentar aos portugueses, esta direcção do PSD lançou um cartaz com um número de telefone para as recolher.

Não é que seja muito abonatório para os homens e mulheres do Instituto Sá Carneiro que, segundo o apregoado, iam gerar os mais variados planos que nos iriam tirar do pântano onde estamos atolados. Mas, infelizmente, parece que nem uma folhinha A4 que se visse conseguiu sair de tão sapientes criaturas.

Pena é que o outdoor se confunda com uma qualquer campanha para venda de seguros ou crédito imediato, mas pelo menos mostra que há trabalho para finalmente produzir uma ideia original.

É assim mesmo, nada como perguntar quando não se sabe o que dizer.

 

DN de hoje



publicado por Pedro Marques Lopes às 20:48 | link do post | comentar

posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds