Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

José Mourinho é uma pessoa que percebe mais de futebol que eu, mas que em contrapartida nunca viu os Pavement ao vivo, como eu vi vi. Logo, se percebe mais de futebol que eu, e eu percebo mais de futebol que o Guardiola, e o Guardiola é o treinador com o futebol mais apreciado do planeta, numa equipa de Barcelona, onde vão os Pavement em Junho, decorre que Mourinho não pode, a não ser que não percebamos nada disto, jogar um futebol que seja tão facilmente depreciado como é em relação ao futebol do Guardiola. 

 

Diego Armando



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:49 | link do post | comentar

Há 15 anos atrás, um atraso no comboio que nos levava até ao Cais do Sodré foi suficiente para não termos sido protagonistas desta tragédia. Quando chegámos a Alvalade estava instalado o pânico e a confusão. Eram inúmeros os feridos e intenso o barulho das ambulâncias. Lembro-me de ver Domingos Gomes, médico do Porto, assistir os feridos. Morreram dois juve leos. Tivemos sorte em perder aquele comboio.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 23:29 | link do post | comentar

Quinta-feira, 6 de Maio de 2010

Our bias towards greater political and economic freedom has often been tempered by other considerations: we plumped for Barack Obama over John McCain, Tony Blair over Michael Howard and a succession of Italian socialists over Silvio Berlusconi because we thought they were more inspiring, competent or honest than their opponents, even though the latter favoured a smaller state. But in this British election the overwhelming necessity of reforming the public sector stands out. It is not just that the budget deficit is a terrifying 11.6% of GDP, a figure that makes tax rises and spending cuts inevitable. Government now accounts for over half the economy, rising to 70% in Northern Ireland. For Britain to thrive, this liberty-destroying Leviathan has to be tackled. The Conservatives, for all their shortcomings, are keenest to do that; and that is the main reason why we would cast our vote for them.

 

Economist da semana passada



publicado por Pedro Marques Lopes às 13:54 | link do post | comentar

Quarta-feira, 5 de Maio de 2010

Vou estar hoje a debater as eleições britânicas com a Eunice Goes (jornalista, professora e autora de A Era Blair em Exame) na Edição Internacional da Renascença. É às 23.30 como habitualmente.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 20:48 | link do post | comentar

Terça-feira, 4 de Maio de 2010

O problema não é o que o PS vai fazer com Alegre, a questão é o que Alegre vai fazer ao PS.



publicado por Pedro Marques Lopes às 22:42 | link do post | comentar

O barulho tem-me furado os tímpanos de há uns meses a esta parte: uma equipa de milhões, cheia de estrelas, com força nos túneis e um futebol de sonho. Nesta recta final, muito bluff à volta de lesões e recuperações, a fazer lembrar o jogo de palavras de clubes pequenitos. No final das contas, parece que ganham ao Braga com mais três pontos. Viva. Se acabassem empatados, o campeão era Domingos.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 21:18 | link do post | comentar

Tinha uma secreta esperança que tudo acabasse este Domingo. Ao mesmo tempo, jantava um peixe divinal no meio do Faial, com a companhia perfeita e pouca gente à volta. A luz tinha-se ido com o temporal. Nada de televisão. Nada de rádio. Era como se nada daquilo estivesse a acontecer.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 21:13 | link do post | comentar

Não me lembro de uma época do Sporting tão medíocre. O pior a que se pode chegar é ao desinteresse. Sobretudo quando se perde em casa.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 21:10 | link do post | comentar

Reuniões com ex-ministros das Finanças têm tudo para parecer actos públicos de contrição. E em política o que parece é.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 21:07 | link do post | comentar

 

Elections rarely focus on foreign policy, but states’ life often does. In Britain’s case, and due to its international behavior over the past decade, foreign policy became a relevant outcome to every government in charge. Tony Blair began his premiership by speculating that his generation might be the first never to fight a war. At the end of his era, he had waged five, some of which could have made him lose his job. Can one look to the current campaign and say that all politics are local? Yes. Yet, it can be argued that perhaps no other general election has debated the relationship with Europe and its financial crisis as much as this one: Britain has become a European player, and the pivotal party in the general election, the Liberal Democrats, are openly pro-European.

 

Do meu artigo na Majalla Magazine deste mês.



publicado por Bernardo Pires de Lima às 20:03 | link do post | comentar

Entrevista a Niall Ferguson aqui via ali.

 

I think Britain was more ready for Thatcherism in 1979 than it is today, and yet it needs it more today than it did then.



publicado por Pedro Marques Lopes às 02:52 | link do post | comentar

Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Ah ganda Vitor.



publicado por Pedro Marques Lopes às 22:14 | link do post | comentar

A actual campanha eleitoral na Grã-Bretanha põe fim a dois mitos políticos: nem Gordon Brown era tão mau como se dizia nem David Cameron tão bom como se pensou. Tanto um como o outro mostraram fragilidades inesperadas nos debates televisivos e algumas propostas políticas menos estruturadas do que muitos observadores estavam à espera. Ambos sabiam que os círculos eleitorais mais concorridos são centrados nos dois principais partidos e foi sobre essa tensão que promoveram o confronto político. Até que o inesperado lhes bateu à porta: o discurso de um outsider ao tradicional bipartidarismo.

 

Hoje no DN



publicado por Bernardo Pires de Lima às 20:04 | link do post | comentar

Domingo, 2 de Maio de 2010

A culpa do actual estado de coisas não é dos mercados, do euro ou das agências de rating. Não, a culpa é nossa. Somos nós e só nós os responsáveis pelo que está a acontecer.

 

DN de hoje



publicado por Pedro Marques Lopes às 12:47 | link do post | comentar

Para lá do hair metal.


publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:24 | link do post

Sábado, 1 de Maio de 2010

 

The Trials of Van Occupanther (2006)

Midlake

 



publicado por Bernardo Pires de Lima às 12:21 | link do post

posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds