Sexta-feira, 22 de Abril de 2011

Há por aí quem compare a ponte pornográfica concedida em Portugal com as férias de Páscoa que gozam os noruegueses. Quem me dera! Ter as férias, a Páscoa e um PIB de 295 mil milhões para 4.8 milhões de pessoas. Para os mais distraídos, por cá, o PIB está nos 170 mil milhões somos 10.5 milhões e em vez de petróleo e crescimento económico temos o FMI a trabalhar no Terreiro do Paço. Se o insulto pagasse imposto...



publicado por Francisco Teixeira às 14:03 | link do post | comentar

7 comentários:
De Marinho Osório a 22 de Abril de 2011 às 14:29
Francisco, está coberto de razão.
No entanto não me leve a mal o reparo. Parece-me que existem três factores que o merecem. O 1º é não ser funcionário público. Se fosse, toda esta coisinha que se está a fazer não teria o seu apoio. O 2º é que o senhor pressupõe que esta tarde concedida (foi uma tarde e não um dia) prejudica gravemente o país... quando sabemos que o problema do país não são as tardes dadas pelo estado, mas sim os dias em que alguns funcionários públicos nada dão do seu trabalho ao estado. E 3º porque assume claramente que foi uma decisão com objectivos eleitorais... ora sabemos que os funcionários públicos são os maiores críticos do governo - para dar exemplos de como o governo os chateia os cortes nos vencimentos, aumentos congelados, processos de avaliação complicados - e, vão por isso, aproveitar a benesse, mas castigar o governo na mesma nas eleições.
Mas sem honras de 4º aspecto, gostava de lhe dizer que não me apercebi da sua indignação na altura da suspensão do modelo de avaliação dos professores (à pressa num dia frenético), nem da sua indignação nas cambalhotas várias, umas em português outras em inglês, da alternativa ao governo... não! Não me apercebi.


De Francisco Teixeira a 23 de Abril de 2011 às 15:59
Mas indignei-me com o erro crasso que foi suspender a suspensão de professores sem apresentar qualquer alternativa. Quanto aos três pontos iniciais basta recordar que não basta ser sério é preciso parece-lo. Nem que fosse uma hora. Há exemplos que não se dão. Não sou funcionário público mas se fosse pensaria exactamente o mesmo. Defendo-o por princípio não por circunstância.


De Marinho Osório a 23 de Abril de 2011 às 16:10
Caro Francisco, a sua resposta ao meu comentário, diz mais de si, do que alguns dos textos.
Comecei com "concordo consigo"... e concordo!
E concordo porque não basta ser sério (o sr. não retira a seriedade ao governo), também tem que se parecer sério. (E eu gostava que o governo assim pensasse também)

Mas em guerras cujos objectivos são diferentes conforme o lado, as armas ao dispor são as mesmas... concordará que ignorar aquilo que os outros não ignoram, fariam deste governo, além de estúpido, parecer estúpido!
Um abraço.


De Francisco Teixeira a 23 de Abril de 2011 às 17:11
Concordo!


De André Salgado a 22 de Abril de 2011 às 19:19
Logo, podemos depreender da acutilante observação do autor que a diferença entre Portugal e Noruega não será, propriamente, um problema de pontes. Certo?


De Francisco Teixeira a 23 de Abril de 2011 às 16:00
Antes fosse.


De mister p a 23 de Abril de 2011 às 16:55
Concordo que o Estado deva repensar as pontes, principalmente como exemplo. Mas mais me surpreende que a banca tenho dado as mesmas pontes, o que acho escandaloso da parte de quem mais necessita (e ajudou a provocar a inevitabilidade) da ajuda do FMI


Comentar post

posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds