Segunda-feira, 22 de Outubro de 2012

Das duas uma: ou o Governo do ministro das Finanças vê o que quase mais ninguém vê (nem sequer o FMI) e fará da poção mágica explosiva para o próximo ano um milagre económico-financeiro nunca antes visto, ou estará a promover a eutanásia económica colectiva do país, qual enfermo sem cura sedado por alguém com reputação internacional e discurso pausado.

 

O meu último artigo no Diário Económico.



publicado por Francisco Proença de Carvalho às 09:53 | link do post | comentar

1 comentário:
De Adriana RP a 22 de Outubro de 2012 às 11:41
Acho que vê o que quase mais ninguém vê! Assim uma espécie de Avatar da Economia Nacional!... E é tão sobredotado que nem precisa dos óculos 3D!


Comentar post

posts recentes

"Não há bem que sempre du...

Não gosto de despedidas, ...

Au revoir

Fim

A questão alemã (II)

Dizia Amaro da Costa com ...

Razão e ambição

Autopunição

A Constituição

Sonho eterno

arquivos

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

tags

bernardo pires de lima

bpn

cavaco

francisco proença de carvalho

francisco teixeira

nato

pedro marques lopes

presidenciais

ui

uniao de facto

todas as tags

subscrever feeds